15 comentários

  • Saudável

  • EU, particularmente, não vejo nada demais.

    é assim que chega a deliciosa carne do nosso xurrasco na mesa.

    são criados para serem mortos :/

  • Eu, particularmente, acho que chucha é diferente de checho. Pois, assim sendo, carne de ovelha passa ao largo de bife mal passado. Podes crer.

  • Que seja montagem, que seja montagem!

    **dedos cruzados**

  • O abate islâmico, também conhecido como Halal, é regido pelas normas do Alcorão, o livro sagrado dos muçulmanos. A palavra significa lícito, permitido ou aceitável, fazendo referência às normas da religião. Para eles, ingerir alimentos considerados impuros é inaceitável e denomina-se ‘Haram’, o mesmo que ilícito ou proibido.
    -No Brasil, o abate é feito diante de um acordo entre as práticas dos técnicos muçulmanos e as exigências do Ministério da Agricultura (Mapa). O ritual só pode ser realizado por um muçulmano, que vira a face do animal em direção à Meca – cidade onde nasceu o profeta Maomé – recitando o nome de Allah.
    -Com uma faca afiada, o especialista realiza corte no formato de meia lua no pescoço do animal. Corta-se a traqueia, esôfago, carótida e jugular. Deste modo, segundo a tradição islâmica, o animal morre sem consciência (será?).

  • pela cara do garotinho.. ele ta amando o passeio, esse garoto ainda vira o carinha do MASACRE DA SERRA ELÉTRICA, medoo. oO’

  • de primeira me parecia uma lhama

  • se repararem no reflexo no vidro, junto ao animal morto, parece ser reflexo de uma camisa de time ou coisa assim. pra mim é montagen.
    muito bem feita por sinal, pecando só no reflexo!

  • é assim q se cria um filho pow, ele tem q aprender q a carne nao vem do supermercado.. igual o leite nao vem da caixinha… olha a cara do mlq ele ta gostando do passeio =D

  • o garoto lembro o dexter…

  • Num matadouro de frango, o sangue é aproveitado para fazer ração para.. os frangos..

  • que bicho era aquele?

  • Nossa velho…
    Olhem o link postado pelo bigboss…
    eles devem fazer até visitas escolares.

Discuta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *