Hoje no Profissão LOL conversamos com um guerreiro brasileiro que está no Haití em missão de Paz. Ele fala sobre a vida da caserna e da dicas para os jovens que desejam entrar pra profissão.

Fale um pouco sobre você

Meu nome é 1º Tenente Horta, tenho 28 anos de idade, sou Oficial da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro.

Formado na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).  Já servi em quartéis com peculiaridades diferentes, em diferentes regiões do país. Atualmente estou no Haiti, integrando o Batalhão de Infantaria de Força de Paz da MINUSTAH (Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti).

Quando foi que você decidiu se tornar oficial do exército? Por que?

Bem, na verdade nunca tive esse sonho, quando era criança, segundo minha mãe, eu queria ser lixeiro, porque tinha vontade de andar dependurado no caminhão de lixo. Mas o tempo passa, oportunidades surgem, e fiquei sabendo desse concurso quando estava no segundo ano do colegial, estudei, fiz a prova e passei.

É um concurso disputado, pois ouvi dizer o seguinte sobre ele:  “concurso para Oficial do Exército, você vai ganhar muito dinheiro e só vai assinar papeis”.  Quem não gostaria de um emprego desses né? Chegando lá vi que não era bem assim….. ralava pra caramba e ganhava em torno de 200 reais.

Porém, tomei gosto pela coisa, vi que era um trabalho nobre, que nunca ficaria rico por conta do Exército, mas que poderia levar uma vida digna no meio de pessoas honestas e de bom caráter (95% dos militares são assim, todos tem seus defeitos, mas realmente o militar cultiva alguns valores que hoje em dia estão sendo esquecidos pela sociedade).

Depois disse escolhi a minha especialização na AMAN, Infantaria, a rainha das armas. Muitos acampamentos, mochila pesada, pouca água no cantil, noites andando sem dormir, tropa a pé. Depois disso me formei em fui transferido para um Batalhão no sul do país, onde me especializei na parte de Blindados, o M-113, um blindado típico das tropas de infantaria blindada. Após isso me formei em Educação Física pelo Exército, na Escola de Educação Física do Exército, umas das instituições mais respeitadas no país nessa área. Quando terminei o curso de Educação Física fui transferido para um Batalhão de polícia do Exército, onde tive a oportunidade e fui selecionado para integrar esse contingente de Força de Paz aqui no Haiti.

Passear de helicóptero é uma das prerrogativas da profissão

Qual a melhor parte do seu trabalho?

Acho que é a estabilidade, apesar do nosso soldo não ser tudo aquilo que merecemos, temos uma estabilidade muito boa. Fora o fato de que como no exército tem muitos ramos, você pode trabalhar com aquilo que você realmente gosta, se especializa no assunto e vai fazer o que gosta.

E a pior?

A pior parte sem dúvida nenhuma é situação atual que o exército se encontra relativa a orçamento. Qualquer país que é respeitado mundialmente pelos demais possui um exército profissional e bem equipado. “Se quer viver em paz, prepare-se para a guerra” (Sun Tzu), um país que quer ter um espaço na política internacional, tem que ter um exército a altura disso, quer ter voz ativa na ONU, precisa de um exército profissional.

Infelizmente nossos governos ao longo dos anos vem diminuindo o orçamento das Forças Armadas, baixos salários, pouca verba para alimentação da tropa, compra de equipamentos e desenvolvimento de tecnologia, isso sem dúvida nenhuma prejudica o moral da tropa. O  soldado tem desgaste físico, para se motivar, na hora da refeição tem que ter um bom prato de comida, na hora de atirar, tem que ter um bom armamento, na hora de treinar e se preparar, tem que ter um bom equipamento e na hora de dar educação para seus filhos e colocar alimento e casa, tem que ter um bom salário.

Um bom Exército é feito de homens motivados e infelizmente hoje em dia, o governo, talvez por revanchismo ao Regime Militar, não está dando a atenção e a verba necessária para termos um Exército de ponta e com homens 100% motivados.

O que é preciso pra ser um bom militar?

Não é difícil ser um bom militar, o Exército é fundamentado em 2 pilares: hierarquia e disciplina. Pode parecer difícil, mas logo que você entra começa a pegar o ritmo da coisa e se acostuma. Quando entrei com 17 anos, chamei o tenente de “CARA”, levei um esporro e depois disso aprendi, quando for falar com um superior é “SIM SENHOR! E NÃO SENHOR!”. Nunca mais me esqueço e agora é ate normal falar assim, é um sinal de respeito.

Depois disso é só se dedicar à sua profissão como qualquer outro profissional, procurar se especializar, fazer o melhor possível no seu trabalho. A única coisa diferente das demais profissões é o condicionamento físico, que é realmente importante, mas nada exagerado dependendo da função. Algumas tropas exigem do militar um preparo físico excelente, outras que ela tenha apenas um bom condicionamento físico.

De cima até que o Haiti é bonito

Como é a missão no Haiti?

A MINUSTAH no Haiti hoje está numa fase de transição, o objetivo não é dar o peixe, mas sim ensinar a pescar.

Atualmente, a maioria das missões são em conjunto com a PNH, Polícia Nacional Haitiana, para que juntamente com as tropas da ONU ela comece a desenvolver o seu trabalho e caminhar com as próprias pernas. A situação no Haiti ainda requer alguns cuidados, mas já está muito melhor do que a alguns anos atrás. A missão de hoje em dia é apenas manter a paz, manter o que já foi conquistado.

Como o trabalho influencia sua vida pessoal?

Bem, como disse anteriormente como temos uma formação repleta de valores e costumes, posso dizer que parte da minha personalidade foi traçada dentro do exército. Quando as pessoas que desconhecem pensam num militar, já vem logo na cabeça a imagem de um homem durão, tosco, mau, bravo. Quem me conhece sabe que sou uma pessoa totalmente diferente disso, gosto de brincar, falar bobagens, dar risada. E não só eu, muitos amigos também são assim.

Quais seus planos para o futuro? Quais as maneiras de se crescer na profissão?

No exército naturalmente com o tempo você vai sendo promovido, alguns antes outros depois, mas por merecimento, se você for dedicado ao seu trabalho, com certeza vai ter o reconhecimento e vai chegar onde você quer. Quero continuar na minha carreira, ser Coronel e me aposentar, mas nunca se sabe né? A vida a Deus pertence.

As ruas de Porto Príncipe – OMG! Eu quero um carro daqueles!

O quão competitiva é sua área?

Muito pouco, mas as vezes acontece, para uma missão específica que seja considerada “boca boa”, e tem por exemplo uma vaga, apenas um vai ser escolhido, aquele que tenha o perfil mais adequado para aquela missão. Mas para promoção na carreira não tem muita competição.

As pessoas têm uma concepção errada da sua profissão? Qual?

Sim, muita gente pensa: “pra que exército? O Brasil vive em paz!”. Graças a Deus vivemos em paz, agora só olhar ao redor, uma país que esta aí ajudando as FARC, será que se não tivéssemos o Exército que temos, não estariam entrando em nossas fronteiras?

Você já correu risco de vida em virtude do exercício da profissão? Conte a respeito.

Claro que sim, constantemente.  Ser militar é exercer uma profissão de risco, contato com armamento, explosivos, execução de tarefas em ambientes hostis, o militar está sempre em risco. Porém se estiver preparado, bem treinado, se preocupando sempre com sua segurança, dificilmente vai se dar mal.

Minha mãe me disse quando contei a ela que viria para o Haiti: “meu filho é perigoso, você não corre nenhum risco de morrer lá?” e eu respondi pra ela que é muito mais provável eu morrer no transito do Brasil do que em alguma operação aqui no Haiti.

Nós utilizamos muito equipamento de segurança, colete balístico, capacete etc.

Que conselhos você daria pra quem pensa em entrar na profissão?

Se realmente é isso que quer fazer, se realmente acha q merece estar aqui no nosso meio e se acha que é louco o suficiente, é só se apresentar. Se quiser apenas servir ao Exército, se aliste com 18 anos, se quer ser Oficial ou Sargento, procure se informar sobre os concursos para ESA, EsPCEx, AMAN, e para quem já tem um curso superior EsAEx. Joga no google, estuda e se apresenta pra jogar.

Tenente Horta pronto pra lhe dar a PAZ!

Se você não pudesse ser militar, o que seria?

Lixeiro, pra andar dependurado no caminhão! [Risos]

Alguma história BIZARRA pra contar?

Bem, não sei se é bizarro, mas durante a formação na AMAN temos um acampamento que é considerado o mais difícil, só a Infantaria que faz esse acampamento, 3 dias sem dormir e sem sentar, almoçava e tomava café ajoelhado, não podia tirar a mochila e carregávamos muito peso. Na ultima noite eu estava correndo e quando dei por mim estava com a cara num barranco correndo no mesmo lugar, tentando passar pelo barranco, é uma coisa difícil mesmo de acreditar, mas eu já dormi correndo.

Você tem ou conhece alguém com profissão curiosa? Escreva pra gente.

Bônus

Aproveitando o clima veja o vídeo abaixo e se junte ao Exército!

Dukaramba.com

Veja o vídeo no site

Profissão LOL: Soldado da Paz no Haiti

Categoria: DestaqueProfissão LOL
93

93 comentários

  • Também alimentava o sonho do caminhão de lixo. Mas queria era ser o motorista…
    Dormir correndo foi genial!

  • Admito que esse é o quadro do LOL que eu menos me motivo a ler.

  • Velho, ta ai um cara sensato pra falar do Exército.
    Ótima entrevista Sicko.

  • Genial

  • dormir correndo!!!
    WANT!!!

  • Epic win Brasil!
    Gastando o nosso dinheiro para enviar soldados para fora do Brasil e enquanto isso lá no Rio, em um lugarzinho chamado Morro dos Macacos…tsc tsc

  • Dormir correndo…tem coisas que só o exército faz por você…

  • muito foda essa entrevista apesar de eu nao desejar uma carreira no exercito , o que eu acho ridiculo no exercito mesmo é ter que obrigar alguem a se alistar , claro que há jeitos para burlar e eu vo fazer algum deles .rs correr dormindo foi foda ! SAHASUUSAUHSAHU

  • Achei bem coerente sua argumentação à respeito do orçamento que atualmente é dedicado ao exército. Conforme você mesmo disse é uma função muito nobre da qual eu admiro quem siga hoje na atual conjuntura de que o exército nacional se encontra. Parabéns pelo trabalho que você faz pelo nosso país!

  • 1,2. INFA! 3,4. MEGA! tenho certeza de que algum soldado do ten não acha ele tão legal

    • Ter um bom oficial acima de vc vai fazer vc gostar dele qdo as balas estiverem comendo por cima da sua cabeça… se toca mané.

  • Entrevista foda.

  • Melhor postagem de todos os tempos e de todos os BLOGS.
    Excelente, Sicko, e tá de parabéns também o Tenente Horta!
    Brasil!
    SD 617 HUGO / 1° BIMTz [Es] – Regimento Sampaio !

    • Tu é do Regimento Sampaio? PQP, elite da Infantaria Brasileira
      Selva, soldado!

  • "DORMI CORRENDO"
    oehaoehaoehoae
    EURI
    pô até me interessei no exército =o

  • Fazer exame de fezes deu HIV positivo D;

  • Olha o Fal de 5 Kilos.
    Ai o governo gasta grana com caça, antes deveria se modernizar e dar mais condições pro Soldado.

  • CAVALARIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

  • queria ter ido ver o filme do pelé

  • muito bommmmm=D

  • Fiquei com vontade de entrar para o exercito, ser uma pessoa melhor com melhores valores, andar de helicoptero, computador antigo estudar, e ser muito maneiro pois convenhamos esses soldados(as) são muito formidaveis, a farda é foda e tudo mais, e bela entrevista sicko, acho que foi a mais interessante do profissão LOL.

  • Se um dia me convocarem pro exército me darei bem, é só eu finjir que tenho algum problema mental que espaco de brinks, minha cara de maluco ja dá uma impressão. Então consigo escapar de boa 😀
    Deve ser legal ser um Solid Snake mirim.
    Bah, e quanto ao exército, tenho uma opinião formada sobre isso, para ser militar é preciso ser patriota, o que eu não sou.
    Black and whites on the street, for me, for me. <3

  • Sicko, talvez não seja pelo fato dele não conseguir acompanhar a leitura, mas sim pelo fato de ter que TRABALHAR mesmo, sem mamata nem cafezinho. Talvez isso sim o assuste.

  • Realmente..entrevista muito interessante!!
    É bom conhecer mais sobre o exército pra variar…os filmes de guerra sempre mostram os soldados, geralmente de alta posição, como pessoas rudes, estúpidas e inflexíveis. Tenente Horta está ai pra quebrar esse rótulo. Parabéns!!!!

  • Nem li a entrevista. Achei o estrevistado gatão.

  • Fodíssima a entrevista.
    Parabéns pro soldado, é uma profissão admirável mesmo.

  • Se fosse das forças armadas eu gostaria de ser piloto de caça, mas sou um pouco daltônico… então me contento jogando Ace Combat (Razgriz Launch!!!)
    Esse lance de correr no barranco me lembra aqueles joguinhos antigos de nintendinho, quando você ficava encostado na parede correndo e o personagem ficava patinando hahahaha (Predator, por exemplo)
    Legal. Apaziguem o Haiti… o Rio pode esperar até 2016 ¬¬.
    Mesmo assim, gostei do post 🙂

  • Legal as entrevistas e essa tb curti, apesar de nao gostar da ideia de alguem poder mandar em mim ou abusar do poder só pq tem mais tempo de casa…
    MAs entraria no exercito se fosse para contribuir com alguma pesquisa tecnologica voltada para a engenharia…
    De mais desejo sucesso pro Tenente Horta, pq não deve ser fácil não

  • Bela entrevista. Admiro muito os militares.

  • Engraçado, nunca vi ninguém como o nome de 1º Tentente alguma coisa. Se bem que tem cada coisa…

  • Esse é um dos melhores quadros do lol!
    Boa entrevista!

  • Melhor quadro , 100+ .

  • Que bom..

  • Gostei mais da do anão: "Eu sou a bizarraria em pessoa" hehehe
    Mas falando sério, tem muitas coisas no exercito que são só enrolação, matata do governo, os caras passam sufoco quando recrutas, depois é só ficar no administrativo enchendo linguiça o dia todo,
    enquanto isso o Rio essa vergonha… e o exercito parado??? *orra meu…

  • el helicoptero es del ejercito de chile

  • Exatamente Sicko…
    Cara acha que os problemas do Rio é problema do Exército ¬¬
    Pra isso existe a polícia, para controlar os problemas internos. Exército é para GUERRAS, confilitos externos.

    • Se solta o Exército no Rio eles vão OBLITERAR os vagabundos e nego vai chorar por causa dos Direitos Humanos.

  • Sicko
    Chega a ser irônico alguém que utiliza da recusa de comentários postados quando fica sem argumentos em discussões falar de QI e de Temor a algo. Hahaha

  • Quando eu era criança qqueria ser oficial da marinha.
    Mas descobri que precisava estudar muito pra passar numa prova desgraçada e ser quase um atleta…
    bom, virei engenheiro =B

  • ahn… /
    essa pergunta responde o outro post tmb…
    =)

  • resposta* ¬¬

  • Profissão LOL mais uma vez ta de parabéns XD… Ortopedista… Agora Oficial… O proximo vai ser um Gigolo o/ AUHEUHEuah…
    Exercito é mto foda, eu servi, até pensei em seguir carreira, mais confesso q não estava disposto a abrir mão de minha cidade e dos meus amigos no momento, então decidi continuar com Engenharia mesmo XD, e diria que realmente é uma profissão muito digna de ser seguida! Outra q eu admiro tbm são os bombeiros… mais o salario chega a ser uma piada sendo levado em conta o risco da profissão ¬¬

  • Esse é o melhor quadro do lolhehehe de longe 🙂
    Muito bem feito.
    ps: quando eu fui me alistar com 18, eles me colocaram pra esperar sentado vendo um video do exercito, onde mostrava um monte de soldado morrendo pra tiro e bomba UAHUAHUAHU, que motivação que me deu!

  • Melhor post q o Lol ja teve.
    Muito boa a entrevistaa
    Militar sempre!
    BRASIL !!

  • Respeitei 😉

  • O melhor quadro do LOL, com ctz =D
    Sicko entrevista um proctologista, ele sempre tem uma caralhada de histórias toscas

  • Muito boa entrevista! Esse quadro, sem dúvida, tem sido um dos melhores do LOL.
    E quanto à polêmica do "Exército atuar no RJ", sei que já comentaram, mas pra quem exclui a idéia, cabe ressaltar que o exército PODE sim cuidar de assuntos internos:
    "Constitucionalmente, os militares só podem ir às ruas para a garantia da lei e da ordem, por determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ou quando o governador do Estado se declara incapaz de combater o crime. Ou seja, trata-se de uma decisão política."
    Conclusão: o exército e as forças especiais são a "válvula de escape" da segurança pública.
    Pra quem quiser saber mais:
    http://aloisiomilani.wordpress.com/2008/03/20/exe

  • uma profissão muito admirado e respeitado por mim.
    mais não sei se seria capaz de exercer!
    esse vídeo ai é engraçado pra caralho! hahahaha.

  • Gostei da entrevista…
    Mas gostei ainda mais do entrevistado!
    .
    .
    Gaaaaaaaato demais!
    .
    .
    Homem de farda é TDB!

  • boa entrevista, parabens…

  • Porra, maneiro…eu prestei AMAN mas rodei por um problema no joelho…mesmo motivo pelo qual não fui aceito na AFA… =/
    Agora me resta ficar tentando ITA até os 21 anos…mó facil de entrar mesmo.
    ¬¬

  • mt boa entrevista, mt legal a historia do Horta, mas axo q ele teria mais aventuras dependurado num caminhão auheuaehae ;D

  • Cara!!!!! parabens ao 1° tenente horta!!!
    e parabens sicKo!!!
    sem duvidas!!! o LoL eh um site q tem muitO POtencial em tudO o q executa!!!
    esse post eH genial!!! e esse tema sempre traz varias descobertas para nós meros mortais!!!
    e pra galera q acha q ler esses posts imensos são chatos!!! parem de ler primeiro historias em quadrinhos!!!! e depois cheguem a conclusão q vCs saO incultos pra caralho!!! oO
    Formidável!!!! gosto pakas do site!!! xD

  • kopaskpojaoidjsdpoksa mt loco, eu fikei imaginando ele falando (gritando) como no exercito dos filmes, MEU NOME É!…
    asoijoijsaoijas bah tenho ki para com as dorgas :T
    do caralho profissao ^^

  • Só acreditei que o nome dele era Horta por causa da foto, meu filho se chamará Gado.

  • putz..pior que eu tambem queria ser lixeiro, hahahaha…
    cara, tezao de profissao a sua…

  • Parabéns pela entrevista TENENTE HORTA!!
    OBS: de vez em quando eu ainda penso que vc é um lixeiro!!
    =D
    Parabéns pelo vídeo!!!
    Hahahahahaha

  • @sicko, o 1º tenente se formou na AMAN, e já esta no exercito tempo suficiente, creio ele deve ter participado da missão no rio de janeiro, quando o exercito ocupou alguns morros no rio de janeiro no dia 3 de março de 2006 em busca de armamento roubado em um dos quarteis, se eu me recordo bem foi no ECT! naquela época entramos para OBLITERAR, e conseguimos todo o equipamento roubado!
    gostaria de salientar que dou total apoio a ocupação dos morros cariocas para que a paz possa voltar a existir em tais lugares!

  • EB mito *-*

  • Nota 10 Tenente!! rss

  • Adorei essa entrevista com o tenente horta 😀

  • profissão lol é o melhor quadro!
    entrevista genial!

  • Não obrigado! deixa eu na Força Aérea mesmo!

  • Esses comentários do povo ignorante num sabe nada das Forças Armadas e fica dando pitaco errado.
    Eu já fui cadete oficial do EB, fui pra ESPCEX e o 1º ano da AMAN. Sou filho de milico… vivi esse mundo.
    Ai sempre me fazem a mesma pergunta que fizeram ao Horta. Pra que?
    Ai eu respondo com uma pergunta…
    – Pra que tem muro em sua casa?
    Problema de violência no Brasil e Política e não de Policia.

  • AUSHDUSAHDHAUSHDASU O NOME DO CARA É HORTA

  • ele eh frutinha… (horta kkkk)

  • Sicko querido
    Só pra constar não sou "nego" e sim "nega",
    E se combater guerra civil não é missão para exército então não sei mais pra quem é.
    Claro que a violência/tráfico são assuntos pra policia, mas ñ está dando certo, de algum jeito tem que dar.
    Na época dos jogos Panamericanos o Exercito foi pras ruas e tudo foi um mar de tranquilidade, então por que ñ apostar em uma alternativa que deu certo?
    Enquanto isso, muitos (ao contrário do nosso amigo Horta que está em missão) ficam escorados em setores administrativos no exército, engordando e ganhando dinheiro, enquanto muita gente inocente está sofrendo agora, e direitos humanos é o ca-ra-léo, só pra proteger bandido.
    Massss, cada um com sua opinião vc tem a sua, eu a minha.
    Abraçosss.

  • VtR
    Em outubro 26, 2009 às 16:01
    AUSHDUSAHDHAUSHDASU O NOME DO CARA É HORTA
    DEVE SER COLEGA DO TENENTE POMAR, HEHEHEHEHEHEHE

  • Sicko, concordo que NÃO DEVERIA ser função do exército cuidar do Rio, mas quando o tráfico possui arsenal de guerra e a corrupção da polícia só não é maior do que a dos políticos, não vejo melhor opção. Por questões óbvias:
    1) Gosto de acreditar que o exército é mais confiável que a polícia, assim como disse o 1º tenente:
    "que poderia levar uma vida digna no meio de pessoas honestas e de bom caráter (95% dos militares são assim, todos tem seus defeitos, mas realmente o militar cultiva alguns valores que hoje em dia estão sendo esquecidos pela sociedade)" e que iria REPORTAR comportamento ilícito por parte dos policiais de uma forma mais contundente do que o faz a imprensa.
    2) Fight fire with Fire. Se eles tem Arsenal de Guerra devem ser combatidos com Arsenal superior ou no mínimo equivalente. Não que o exército deva sair distribuindo bombas e rajadas anti-aéreas a torto e a direito no meio de civis, mas a simples NOÇÃO de que "aqui TAMBÉM tem chumbo grosso" deve ter um efeito moral sobre o inimigo.
    Pra mim o exército não deveria realizar o papel da polícia mas sim monitorá-la e também apoiá-la no quesito PODER BÉLICO. Explico: É muito fácil sentar tiro num helicóptero da polícia e derrubá-lo sem que isso tenha grandes consequencias, agora quero ver ter CU pra fazer isso sob o risco de atrair para o local helicópteros do exército armados com canhões anti-blindagem.
    Claro… isso não seria o ideal, mas o ideal não parece ser alcançavel a curto prazo e sabe-se lá se o seria a longo prazo também.
    Mas eu sou meio radical. Gostaria de ouvir a sua opinião sobre como cuidaria do Rio ou de outra metrópole em situação parecida.

  • teupai
    Isto, compreendeste o que eu quis dizer.

  • Para quem não sabe nada sobre o Exército Brasileiro, é muito fácil ficar falando "Ah, tinha que fazer isso, ou aquilo" mas para o pessoal que conhece ou pelo menos tenta conhecer, sabe que não é bem assim.
    As funções e aplicações do exército em tempos de paz são determinadas por leis e artigos da constituição federal.
    Sem falar que se acontece alguma conseqüência mais séria, por exemplo, algum delinqüente é baleado ou até morto, vão fazer uma passeata anti-violência e prender o homem que efetuou o disparo, mas quando um homem da lei morre, só a família dele vai lá chorar no caixão.
    "Existe um preço a se pagar pela paz"

  • Se eu mandasse nessa porra desse país eu enfiaria os direitos humanos no cu de cada um que reclamasse comigo e botava o Rio de Janeiro na linha.

  • Eu vou fazer prova ano que vem para o ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), vou fazer Engenharia Eletrônica.

  • Meio contraditorio isso de soldado de paz no haiti… tipo se ninguem estiver em paz, eles mandam bala (praticamente isso). Um amigo do meu pai acabou de voltar do haiti, e o cara disse que foi mó massa um tiroteio que teve lá…
    isso num é bem paz, num é? uhauhauha
    relax, só comentando mesmo.

  • Ótima entrevista. E graças a Deus a base do Ten. Horta não recebeu impacto do terremoto e está bem. Em questão de exercito, se ter função no combate de frente do exercito ganhasse bem, o Brasil teria o melhor exercito de todo o mundo e seria um país com grande qualidade de vida pois não haveria favelas. 😉 todos os bandidos estariam presente e em função à seu país, fazendo o que mais sabem… matar sem ter motivo algum. 😀 simples e fácil para todos eles 🙂 e bandido é o que mais tem nesse país, morre um, brota 2 :S lol hehehe

  • É Marcelo, qdo vc disse para sua mãe que era mais fácil morrer aqui, acho que havia se esquecido dos TERREMOTOS!!!!!!MAS MESMO ASSIM,TE MATARAM AQUI NO SITE, AFF Q ODIO, BRINCADEIRA SEM GRAÇA….rsssssssss QUE DOR NO CORAÇÃO MEU amigo …VOLTA LOGO! BEIJOS

  • exército? hahahhah tô fora!

  • LINDO Tenente Horta!

  • Lindo e completo…

  • Pior que é, esse Lula acabou com o Exército Brasileiro, tem que ver, prédios caindo aos pedaços sem manutenção, o orçamento desse governo para o exército é uma miséria. Do jeito q

    • Eu vou entrar pro exercito…quero ser atirador de alguma coisa…eu quero atirar, eu quero carregar alguma arma e atirar…seja qualquer uma, rifle, metralhadora…eu quero é atirar!
      E se precisar…quero matar pelo menos uns antes de morrer!
      Eu penso assim!

  • Estar servindo e muito bom mesmo
    realmente eu como soldado acho bom, E sem sonhos de voar de helicóptero pilotar um avião pilotar um blindado…Essas coisas somente alguns tem a honra de fazer e não é qualquer um estou servindo num Batalhão PE (não é o mesmo do Tenente ali) a 2 anos e não tive a honra de fazer nada disso 😀
    Agora sobre o Rio…
    Como foi falado acima
    nunca funciona como deveria, não somente leis federais como do exercito mesmo (leis internas)
    Se mesmo em caso de invasão ao quartel você não pode atirar no invasor pelas costas…
    Eu chamo isso de "BAXARIA"
    O cara vem pula pra dentro do quartel e você faz o que? NADA…
    Então colocar exercito nas ruas para fazer segurança do Rio… 😛
    Uma coisa que na policia tem e no exercito não é uma coisa…Corrupção

  • eu servi o eb em 2005 e ele ta falido não tinha munisão para treinamento faltou comidano refeitorio durante um mes madade ficava de 8 as 12h e depois a outra medade ficava das 13 as 18
    não tinha treinamento so faziamos fachina o dia inteiro e cantavamos so
    tirava garda com casetete e um apito 50% dos fuzis estavão estragados o brasil so foi pro haiti pq a onu ta bancando com o equipamento

  • Otima entrevista,
    Bom tenho conhecimento necessario para responder algumas duvidas (ignorancia) de algumas pessoas
    seu eu estiver errado so me corriga caso seja militar ou ja tenha servido e não tenha sido excluido a bem da disciplina.
    1º É dever do exercito cuidado do rio de janeiro ou guerras civis em morros favelas etc???
    R = Em alguns casos sim, outros não para isso existe policia "Civil" e , militar …desque os meliantes traficantes não estejam em posse de armamento FEDERAL (FAL ,Mag, Lança granada, AR15)
    antes que perguntem, armamento dos traficantes do rio não são do brasil e sim venezuela uruguai dentre outros paises que entram contrabandiados.
    E SO VAI AS RUAS SE O CASO ESTIVER FORA DE ORDEM
    E PONTO FINAL
    2º Exercito não pode ir pra favela,vai ser maior zaralho(Confusão),Soldados tão loucos para isso e acredite não vai sobrar 1 cabeça viva, dependendo do batalhão do militar,e capaz de botarem o morro abaixo extermino total, alem do que vocês não tem a minima noção do que e mover mais de 2000 entre,Sd, ten, cb.
    DEXTER – Sim,não e nada facil nem muito menos nada de missão de "PAZ" fui em 2004 para la, se você fechar o olho quando tiver no caminhão morre, e tiro o tempo todo e acredite podemos não ter os melhores armamentos,mais nossos treinamentos são os melhores do mundo não e atoa que os marines,ficaram impressionados conosco.
    Com relação a entrevista ri muito no humor dele
    "O que você seria se não fosse do exercito??
    Lixeiro" kkkkkkkkk

  • Já fui pra Haiti é muito legal, se passa calor o dia inteiro, se faz patrulha e no final de tudo vai pra Miami pagar 300 doletas em uma tattoo no Miami INK.
    TEN Horta, plantando o Brasil no exterior ahuahua, foi mal, não pude perder a piada!

  • Excelente entrevista
    Vou tentar AMAN, e quero Infantaria também
    Rainha das Armas no sangue!
    Apesar de que o MEGA (o acampamento que ele falou no final) bota medo até no cabra mais macho…Dizem que é foda demais
    Mas na hora a gente resolve né?
    INFANTARIA!!! SELVA!!!
    BRASIL

Deixe uma resposta